EFT e o Poder da Cura

É comum ouvir histórias de pessoas que alcançaram curas de problemas físicos através da aplicação da EFT (ou Tapping).

Mas como é possível ocorrer a cura?

Eu sempre costumo dizer, e repito aqui, que a EFT pode ser um instrumento da cura, mas ela em si não cura. Ela pode aliviar questões emocionais profundas que possam ser a causa do problema. Uma vez solucionadas essas questões, o corpo tem a capacidade de se regenerar novamente. E para mim esse é o processo da cura.

A grande maioria das doenças tem sua causa nos problemas emocionais e, para tratar as doenças físicas, tem-se que primeiramente tratar as causas emocionais. Como a EFT é uma técnica que envolve o físico e a mente, juntos, ela então é uma ferramenta bastante apropriada para o trabalho de cura.

É comum eu atender pessoas que vem a mim queixando-se de algum distúrbio físico. Mas, por qualquer que seja a doença física, ela é apenas um sintoma de alguma emoção mal resolvida por dentro. Com a EFT, então, nós tratamos essas emoções, e não a doença em si. Ao liberar essas emoções, o corpo então fica livre para curar a si próprio.

Se a mente tem esse papel importante na criação da doença, ela também tem participação na cura.

Será que é possível a EFT curar doenças como câncer, por exemplo?

De novo, eu digo que a EFT não cura! Ela limpa o campo energético e libera as emoções negativas que podem estar causando a doença. E há inúmeros relatos na Internet de pessoas que se curaram de doenças com a EFT. Câncer, esclerose múltipla, fibromialgia, entre tantas outras.

O corpo tem um sistema de auto regulação que é capaz de lutar com células cancerígenas, matar bactérias, vírus, livrar-se de substâncias tóxicas e assim se manter saudável. Mas esse sistema magnífico de auto regulação não funciona quando o sistema nervoso está em desequilíbrio.

Portanto, eu lhe pergunto: como está o seu nível de estresse? Pois se o conjunto integral corpo/mente não estiver relaxado e com as questões emocionais bem resolvidas, ele não será capaz de se curar.

E a EFT é altamente efetiva para isso.

O ideal é ir em todas as crenças limitantes e negativas, ir a cada episódio ruim de sua vida, que possa ter sido a causa ou estar prendendo a doença. Para isso, eu sugiro fazer uma lista de tudo, e então fazer a EFT para cada item.

Hoje eu quero ensinar um processo genérico, simples, mas muito potente… Nesse vídeo eu mostro um exemplo de como trabalhar a EFT para a cura, independentemente de qual seja a doença.

Você poderá usá-lo de maneira geral, pedindo a cura em si, como eu mostro no vídeo. Melhor ainda, se você puder fazer uma lista de tudo que acha que possa estar interferindo na doença: causas de estresse no presente, possíveis causas emocionais que possam ter acarretado a doença, rancores, mágoas, ressentimentos, etc.

Não é necessário que você acredite na técnica da EFT em si, mas é de suma importância você acreditar em si mesmo(a) e no poder da cura. Nesse ponto, se você for uma pessoa espiritualizada, você pode pedir a ajuda desse ser superior ou força universal, de acordo com o que você concebe. Se você for mais pragmático e materialista, peça apenas a esse poder da cura dentro de si.

O exercício consiste de três partes:

1. Observar a si próprio

Fazer uma (ou mais) rodada de EFT observando o que acontece em si. Veja os sintomas, veja emoções mais profundas. Ou seja, apenas observe, não tente ir buscar o culpado. E observe o que vem mais forte para você.

2. Fazer a EFT para o que vier mais forte

Não importa o que tenha vindo mais forte. Pode ter sido um sintoma (dor, por exemplo), pode ter sido uma lembrança (a dor no coração por ter acontecido tal e tal coisa, por exemplo).

Faça a EFT focando nesse item, e repetindo em voz alta o que é. Por exemplo, essa dor no ombro, etc.

3. Pedindo ajuda dessa força superior

O passo seguinte é a entrega. Deixe de lado a ideia de querer controlar e curar seu problema. Entregue-se a essa força superior (de acordo como você a concebe).

E faça uma ou mais rodadas de EFT. Em cada ponto, medite nessa força e peça a cura. Em cada ponto você pode inspirar e meditar que essa força entra em você, com luz e amor e ilumina tudo. E, no mesmo ponto ainda, você expira e medita que o seu problema se dissolve, na forma de fumaça, e vai embora.

Não tenha pressa para esse exercício. Faça quanto tempo quiser e não fique em ansiedade querendo a cura rápida. É o seu corpo/mente que tem que se ajustar, na velocidade dele. Você está apenas fazendo o seu papel de instrumento de cura.

A meu ver, esse é um exercício poderoso, que pode ajudar muito. Tente por sua conta!

 

 

Comentários